5 dicas de gestão financeira para profissionais de estética

Foto by Freepik – www.freepik.com

Uma boa gestão financeira para profissionais e clínicas de estética não é apenas importante, trata-se de um dos grandes segredos para o sucesso. 

É um fator determinante para um empreendimento dar certo e se destacar no mercado ao lado da excelência no atendimento e trabalho oferecido ao cliente, inovação e diferencial.

“A gestão é uma ciência de organização e essencial para a saúde e vida da empresa. É um cuidado especial e necessário todos os dias. Por isso, atenção redobrada à gestão financeira, por exemplo, aplicar ferramentas de controle como: Planejamento orçamentário, Fluxo de caixa e Retorno sobre o investimento. Além disso, manter reserva financeira para suprir momentos de crise. Não tenha preguiça de gestão”, explica Felipe Abrahão, professor e especialista em Gestão de Estética e Saúde.

Aqui, ele apresenta algumas dicas para manter um bom gerenciamento financeiro e obter melhores resultados e controle de todas as movimentações financeiras.

1) Verifique pelo menos duas vezes ao dia sua conta bancária.
“Exatamente isso, como se fosse um mantra! Esta verificação infelizmente não multiplica o dinheiro na conta, porém nos possibilita corrigir qualquer problema que aconteça e assim não entramos em descompassos financeiros. Controle é tudo”, destaca Felipe Abrahão.

2) Crie e “alimente” seu fluxo de caixa.
“Muitas pessoas acreditam que esta ferramenta é complicada, e não é.  Basta registrar: Valores que entraram (Receita): quanto entrou, de onde veio e a quantidade; Valores que saíram (Despesas fixas e variáveis): quanto saiu e para onde foi; Valores que sobraram na conta (Resultado); e o que acumula a cada mês tornando a reserva necessária. Quando não há o valor de resultado, deve-se imediatamente estudar as possibilidades de ajustes, pois as contas a pagar não desaparecem e devem ser honradas”, atenta.

Foto by Freepik – www.freepik.com

3) Equilibre os gastos variáveis com Planejamento Orçamentário. 
“Exercite o bom hábito de equilibrar ao máximo as contas que oscilam mensalmente para conseguir ter um teto de gastos e assim conseguir projetar investimentos com segurança. Existe sempre a possibilidade de se atingir qualidade por meio de economia de gastos”, destaca o especialista em Gestão de Estética.

4) Evite iniciar um projeto com empréstimo bancário.
“Para que este tipo de prática não seja um problema financeiro, é preciso um forte planejamento para que, além de todas as responsabilidades iniciais, ainda possa honrar todas as parcelas deste compromisso”, diz.

5) Nunca misture as despesas profissionais com suas despesas pessoais. 
“Esta é uma prática que infelizmente muitos não se atentam, e o grande problema está quando não há organização e as “duas vidas” entram em colapso juntamente”, observa Felipe Abrahão.

Bons negócios!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Redação Estetika

Voltar ao topo